O Diálogo, de Luizza Milczanowski

Conheci a Luizza como a maioria das pessoas se conhecem hoje: pela Internet. Não sei como começamos a nos seguir, mas logo vieram os likes e alguns comentários. Algum tempo depois ela gentilmente me ofereceu um exemplar de O Diálogo, seu livro de estreia, publicado pela Editora Penalux. Quem assinou o prefácio foi Aline Bei, autora que admiro muito.

Peguei O Diálogo numa manhã de sábado e não consegui mais largar, foi minha companhia de um fim de semana muito quente em São Paulo. A personagem principal não tem nome, é apenas A Menina, mas no começo do enredo ela já é uma mulher de quase 40 anos. Ela está ansiosa e pensativa, com um copo de gin tônica, pensando se deve ou não ir ao enterro de Leonardo C. Quem é esse homem?

Voltamos para o passado da Menina, de quando ela tem por volta de 13 anos e conhece Leonardo C., homem mais velho que ela, casado e com um filho. Ela não tem uma vida boa em casa. Sua mãe a negligencia, não oferece afeto, e namora homens pouco confiáveis. A jovem não tem amigos, vive com a cara em livros, evita estar em casa, no seu quartinho pequeno e sem janela.

Seu relacionamento com Leonardo C. se torna um escape da vida real. Ela desenvolve anorexia, costuma se machucar e não tem uma boa convivência com os outros jovens da escola. O homem se aproveita disso. Ele a controla, é violento, sabe que é adorado por ela. Pensei muito no filme The Tale enquanto lia o livro. Na hora ela não conseguia entender a situação em que estava, já adulta ela reflete e nota como esse relacionamento afetou sua vida de todas as formas.

Enquanto toma seu gin, ela reflete sobre o que aconteceu com ela e aquele homem. Relembra a noite em que chegou chorando na porta da casa dele, e quando ligou pedindo que ele a fosse buscar. Ele abandonou a festa de aniversário do filho e volto com ela. Como a esposa se sentia em relação a isso? Ela sabia do caso dele com ela, devia saber de outras meninas.

Na escola passaram a vê-la como sedutora de professores e de pais de alunos. Uma criança, praticamente, sendo acusada de algo pela violência a que um homem mais velho a submeteu. O nojo que ela sente ao estar perto dele, mas essa é a única forma de carinho que ela conhece. É um enredo de sensações fortes, de tristeza, de ódio e de angústia. Com uma escrita bastante poética, Luizza vai construindo a história e a amarra de forma muito interessante no final. Um ótimo livro de estreia.


One thought on “O Diálogo, de Luizza Milczanowski

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s